sexta-feira, 21 de novembro de 2014

A Noite em que o Mundo Quase Acabou (AstroPT)


Clique na imagem acima para acessar a notícia

quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Clarão misterioso no céu da Rússia intriga cientistas


(Info) Um clarão laranja e brilhante acendeu durante 10 segundos os céus da região de Sverdlovsk, na Rússia, na última sexta-feira (14).

Como tudo que acontece no país, os habitantes da cidade registraram a explosão em câmeras portáteis acopladas em seus carros.

Mas cientistas e autoridades não conseguem explicar o que aconteceu que o clarão acontecesse.

Serviços de emergência não registraram acidentes relacionados com o flash misterioso e nenhum som de explosão foi ouvido pelos habitantes de Sverdlovsk.

De acordo com o site russo E1, autoridades locais indicaram que as forças armadas estavam por trás do clarão, afirmando que estava agendado para aquele dia um teste para destruição de munição.

Mas o exército russo nega que o clarão tenha acontecido por causa dos testes.

"Nenhum exercício ou treinamento aconteceu naquele dia e nenhuma unidade militar está baseada naquela região, então não temos nada a ver com isso", disse um porta-voz do Exército para o E1.

Uma bola de fogo causada pela colisão de um asteroide com a atmosfera terrestre está entre as outras hipóteses para o clarão.

Mas astrônomos afirmam que a cor do flash não é a mesma de explosões na atmosfera. "Os clarões causados por asteroides são normalmente mais brancos", afirmou Vadim Krushinsky, da Academia Russa de Ciências.

Assista a um dos vídeos amadores que registraram o clarão:



----
Matérias similares no Correio da ManhãYahoo e Jornal Ciência

terça-feira, 18 de novembro de 2014

Chuva de meteoros poderá ser vista nessa madrugada

Melhor momento para admirar o fenômeno será entre 4h30 e 5h da manhã, no horário de Brasília


(Galileu) O mês de novembro é marcantepara os apaixonados por astronomia. Todos os anos, durante esse período, a chuva de meteoros Leonídeas pode ser vista pelos brasileiros. Na passagem do dia 17 para o dia 18 de novembro, as pessoas terão a chance de vivenciar um dos shows celestes mais bonitos do hemisfério sul.

No geral, especialistas imaginam que a chuva deste ano será apenas “moderada” – com uma média de 10 a 15 meteoros por hora. Mas este tipo de evento é extremamente imprevisível, registrando picos de atividade muito mais intensos em determinados anos.

Estima-se que o melhor horário para observar as estrelas cadentes será pouco antes do amanhecer, entre 4h30 e 5h da manhã. Para conseguir ver os astros com as melhores condições, recomenda-se manter distância dos grandes centros e procurar por lugares com ausência de nuvens, de preferência pontos altos e de baixíssima iluminação. O radiante da chuva será na região da constelação de Leão: para encontrá-la, basta olhar na direção nordeste.

A aparição desses corpos luminosos está associada ao movimento da Terra em torno do Sol. Durante tal período, o planeta encontra um ponto em sua órbita onde estão localizadas essas partículas, no formato de nuvem. As Leonídeas são compostas por restos do cometa Tempel-Tuttle, identificado em 1865. Essas partículas acompanham as órbitas dos cometas em torno do Sol e por isso se encontram com a Terra.
----
Matéria similar no Mundobit
----
E mais:
Tempo bom para ver forte chuva de meteoros (Climatempo)
.
Chuva de meteoros acontece na madrugada da próxima terça (18) (R7)
.
Previsão do tempo: chuva de meteoro! (Mensageiro Sideral - Folha)

segunda-feira, 10 de novembro de 2014

Lua irá dificultar a visão da chuva de meteoros Taurídea


(UOL) A chuva de meteoros Taurídea acontece entre meados de outubro e novembro e traz meteoros brilhantes que dão a impressão de estrelas cadentes.

Neste ano, o fato de a Lua estar muito brilhante irá dificultar a visão do fenômeno, de acordo com o Live Science. Eles alertam que apenas os meteoros mais brilhantes poderão ser vistos sem problemas.

Com base no horário em que a Lua irá aparecer, o dia 12 de novembro será a melhor ocasião para assistir a chuva de meteoros. A previsão é de que até cerca de 15 meteoros possam aparecer por hora e iluminar o céu em tons de amarelo, laranja ou vermelho.

Meteoros, popularmente conhecidos como "estrelas cadentes", são detritos que queimam ao chegar na atmosfera da Terra. Os meteoros Taurídea surgem de detritos deixados para trás pelo cometa Encke.

Na verdade, o fluxo de detritos contém fragmentos visivelmente maiores do que os derramado por outros cometas, o que faz com que o fluxo de meteoros seja mais intenso e alguns deles excepcionalmente brilhantes --conhecidos como "bolas de fogo".

Segundo astrônomos, no ano que vem a Lua não irá interferir na chuva de meteoros Taurídea.

quarta-feira, 5 de novembro de 2014

Asteroide vai gerar avalanche gigante de meteoros em 2029

Rocha gigante deve se despedaçar ao entrar em campo de gravidade da Terra


(R7) Dados indicam que um asteroide vai passar a apenas 35 mil kilômetros de nós no dia 13 de abril de 2029, uma sexta-feira e gerar uma grande avalanche de meteoros. Continua aqui